Cia Dedo de Prosa

Cia Dedo de Prosa

Desde 2005, a Cia Dedo de Prosa realiza um trabalho de resgate e divulgação da tradição oral através de contos populares e histórias do Brasil e do mundo. O objetivo é explorar a arte de narrar histórias, apostando na tradição oral para ajudar na formação emocional e intelectual de crianças, adolescentes e adultos. Esse trabalho acontece em diversas instituições, tais como teatros, unidades do Sesc, CEUs, clubes, bibliotecas, livrarias, escolas, hospitais, empresas, eventos, entre outros. A Cia foi convidada a apresentar pesquisa inédita e participar nas edições 2008 e 2010 do Encontro Internacional Boca do Céu.

Fotos de João Mantovani

CURRÍCULOS

Dinah Feldman

Atriz, contadora de histórias, produtora, teatro-educadora e jornalista. Formada pelo Teatro Escola Macunaíma em 1996, pela Escola Internacional de Teatro École Philippe Gaulier (em Londres e Paris) em 2002 e jornalista pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1999). Entre 2003 e 2007, fez parte do Núcleo Experimental em Artes Cênicas do Teatro Popular do SESI/SP, que consistiu em um ano de treinamento e na montagem dos espetáculos O NOME de Jon Fosse, com direção de Denise Weinberg e QUEM NUNCA, direção Renata Melo. Participou do Estágio no THÉÂTRE DU SOLEIL, em Paris/2002, e, em 2004, do Estágio para atores com SOTIGUI KOUYATÉ (ator do CICT, dirigido por Peter Brook), em SP. Desde 2006, pesquisa e estuda a arte de narrar histórias, integrando também a Cia Dedo de Prosa. Participou das edições de 2008 e 2010 do Encontro Internacional BOCA DO CÉU, em SP, onde estudou com HASSANE KOUYATÉ e do festival YELEEN, em Burkina Faso, África em 2010/11, onde participou do estágio com TOUMANI KOUYATÉ. Em 2012, percorreu a Rede de Bibliotecas de Diadema, com os espetáculos LENDAS E CONTOS BRASILEIROS e UM MUNDO DE HISTÓRIAS. É atriz / contadora de histórias, idealizadora e produtora do projeto A TRADIÇÃO ORAL AFRICANA – A TRAVESSIA DAS PALAVRAS, contemplado pelo ProAC 2012, em parceria com o artista africano TOUMANI KOUYATÉ, que consistiu na criação dos espetáculos ZIRIN ZIRIN e MAANA. É atriz, idealizadora e produtora do projeto É MURO RACHADO DE HERA, que trata do universo feminino dos imigrantes, em processo de criação. É atriz, idealizadora e produtora do espetáculo AS TRÊS MULHERES SABIDAS, da Cia Dedo de Prosa, direção André Garolli e Luciana Viacava, contemplado pelo 15º Cultura Inglesa Festival e pelo ProAC Circulação 2012 e atualmente em turnê pelo Brasil e festivais. Entre 2011 e 2012, integrou o CICLO DE LEITURA DE TEXTOS INÉDITOS BRITÂNICOS, promovido pela Cultura Inglesa e Escola Superior de Artes Célia Helena, com direção de Francisco Medeiros. Em 2011, participou do projeto NARRATIVAS URBANAS NA TERRA SEM LEI, direção Francisco Medeiros, parceria do Núcleo Argonautas de Teatro com a Cia Senhas (Curitiba), dentro do programa Rumos Itaú Cultural Teatro. Atriz, co-tradutora, produtora e idealizadora do espetáculo RÉQUIEM, texto do autor israelense até então inédito no Brasil, Hanoch Levin (1943-1999), inspirado em três contos de A. Tchékhov, direção Francisco Medeiros. O projeto foi um dos vencedores do II Concurso Centro da Cultura Judaica de ontagens Teatrais (2007) e contemplado pelo ProAC Circulação 2009. A montagem recebeu indicações ao Prêmio SHELL 2009 (direção e figurino), ao 3o Prêmio Contigo! de Teatro e ao Prêmio da Cooperativa Paulista de Teatro. Como atriz, atuou também em: DREIDEL, curta-metragem de Ana Levinsky; SALVE GERAL, longa de Sérgio Rezende; BEREN E LÚTHIEN, de Paulo Rogério Lopes, dir. Heitor Goldflus; CICLO DE DRAMATURGOS ISRAELENSES: SENHORA DO CASTELO, de Shmuel Hasfari, dir. Leslie Marko e SHEINDALE, de Rami Danon e Amnon Levy, dir. Ariela Goldmann; O PRODÍGIO DO MUNDO OCIDENTAL, de J. Synge, dir. Ariela Goldmann; A MEGERINHA DOMADA, dir. Heitor Goldflus; leitura dramática de NOITE VERMELHA (HENNA NIGHT) com direção de Denise Weinberg no Projeto Segundas Intenções; Ciclo de leituras: Lendo Pinter, com SILÊNCIO, tradução e direção de Alexandre Tenório; leitura dramática de DO PÓ AO PÓ de Harold Pinter, direção Francisco Medeiros; NÃO HÁ CADEIRAS, texto e direção Cassiano Quilici, entre outros. Integrou o Projeto Teatro Vocacional da Prefeitura de S. Paulo de 2007 a 2009.

www.dinahfeldman.wordpress.com

 

Fernanda Viacava

Atriz com experiência em teatro, cinema e televisão e narração de histórias. Fundou a Cia Dedo de Prosa em 2005 e pesquisa, estuda e atua como narradora desde 2001, tendo trabalhado também com As Meninas do Conto entre 2001 e 2010 e com Regina Machado desde 2009. Dentre os espetáculos nos quais atuou estão: Vestir os Nus de Luigi Pirandello, direção Eduardo Tolentino com grupo TAPA; Amargo Siciliano de Luigi Pirandello, direção Eduardo Tolentino com grupo TAPA; No Meio da Noite Escura Tem um Pé de Maravilha, direção Regina Machado; Buuu, A Casa do Bichão, direção Cristiane Paoli-Quito; A Princesa Jia, direção As Meninas do Conto; Réquiem de Hanoch Levin, direção Francisco Medeiros; Camaradagem com grupo TAPA, direção Eduardo Tolentino; Dotoréia, direção Brian Penido Ross; Os Cafundó, direção de Francisco Bretas; O Prodígio do Mundo Ocidental, direção de Ariela Goldman, Nada mais foi dito nem Perguntado, direção de Marco Antonio Rodrigues e Malkhut, direção de Denise Weinberg. Em cinema, atuou em Salve Geral, direção Sergio Rezende; O Menino da Porteira, dirigido por Jeremias Moreira; Quanto Dura o Amor? dirigido por Roberto Moreira; Domésticas – O Filme, dirigido por Fernando Meirelles e De resto, dirigido por Daniel Chaia, entre outros. Em televisão, João Miguel, Dir. André Garolli, TV Cultura; em 2008, O Telescópio, Dir. Eduardo Tolentino, TV Cultura; em 2005, Este Ovo É um Galo – Senta que lá Vem Comédia, Dir. Bete Dorgam – TV Cultura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


  • Nenhum
  • Andréa Lúcia Schlindwein: Foi uma oportunidade muito boa ter assistido ao espetáculo "As Três Mulheres Sabidas" em Brusque-SC. A parceria com o CESCB proporcionou estar em co
  • Luciene: Adorei a peca, que foi apresentada aki em Paulinia, adoraria ouvir a musica das focas novemente, ta no livrinho, mas nao consigo cantar!! Parabens!!
  • Valekids Programação Infantil em São Paulo | Teatro na Livraria da Vila: [...] As Tres Mulheres Sabidas. Três contos tradicionais do Reino Unido narrados e encenados pelas atrizes Dinah Feldman, Fernanda Viacava e Priscill

Categorias

%d blogueiros gostam disto: